horizonts. montagnes.

'A rosa do povo despetala-se, ou ainda conserva o pudor da alva? E um anúncio, um chamado, uma esperança embora frágil, pranto infantil no berço? Talvez apenas um ai de seresta, quem sabe. Mas há um ouvido mais fino que escuta, um peito de artista que incha, e uma rosa se abre, um segredo comunica-se, o poeta anunciou, o poeta, nas trevas, anunciou.'

Guimarães Rosa 

Técnicas : Aquarela sobre papel 300gm